O PCB: Publicação do anátema de Deus contra os presidentes das conferências episcopais europeias

10 months ago
138

Este vídeo também pode ser visto aqui: https://life-journey.wistia.com/medias/k12owt53j5
https://cos.tv/videos/play/43441277177730048
https://www.bitchute.com/video/Jz47W5cp0p9W/

https://vkpatriarhat.org/pg/publicacao/
https://bcp-video.org/pt/publicacao/

Inscreva-se no nosso boletim https://bit.ly/3S5BcWx

Os presidentes das conferências episcopais participaram da chamada Assembleia Continental do Sínodo da Sinodalidade em Praga, de 5 a 12 de fevereiro de 2023. A lista de participantes é a seguinte:
- Cardeais: Ouellet (Vaticano), Grech (Vaticano), Omella Omella (Espanha), Hollerich (Luxemburgo), Zuppi (Itália), De Kesel (Bélgica)
- Arcebispos: Graubner (República Tcheca), Massafra (Albânia), Lackner (Áustria), Vukšić (Bósnia e Herzegovina), Puljić (Croácia), Sfeir (Chipre), de Moulins-Beaufort (França), Rossolatos (Grécia), Martin (Irlanda), Stankevics (Letônia), Grušas (Lituânia), Scicluna (Malta), David (Mônaco), Gądecki (Polônia), Galbas (Polônia), Pezzi (Rússia), Bober (Eslováquia), Jiménez Zamora (Espanha), Német (Sérvia), Kmetec (Turquia), Mokrzycki (Ucrânia), Cushley (Escócia), Lulias (Grã-Bretanha)
- Bispos: Yasheuskiy (Bielorrússia), Kavalenov (Bulgária), Hudson (Inglaterra e País de Gales), Jourdan (Estônia), Joly (França), Bätzing (Alemanha), Mura (Itália), Jurevičius (Lituânia), Coşa (Moldávia), van den Hende (Holanda), Kozon (países nórdicos), Ornelas Carvalho (Portugal), Crişan (Romênia), McGee (Escócia), Štumpf (Eslovênia), Matjaž (Eslovênia), Gmür (Suíça), Martyniuk (Ucrânia), Yazlovetskiy (Ucrânia), Zmitrowicz (Ucrânia), de San Martin (Vaticano), Okolo (núncio apostólico na República Tcheca), Dziurakh (Ucrânia), Giuliodori (Itália), Veres (Hungria)
Os prelados mencionados incorreram no anátema de Deus segundo Gal 1, 8-9 por promover um evangelho diferente – um anti-evangelho sodomita –. Todos eles caíram sob o anátema, não apenas os ativos promotores e organizadores conscientes do Sabá das Bruxas de Praga, como por exemplo os prelados Hollerich, Grech, Bätzing ou Graubner, mas inclusive aqueles que participaram apenas formalmente. O objetivo do evento era produzir outro avanço na introdução da imoralidade LGBTQ na consciência da Igreja e, depois de mudar as normas, no ensino e na prática. Este é um grande crime contra Deus e a Igreja, bem como contra as nações da Europa representadas na assembleia pelos delegados acima mencionados. A mudança de paradigmas eclesiásticos avança por etapas — se possível de forma encoberta — envolta em uma retórica grandiloquente. Mas, na realidade, trata-se do suicídio da Igreja.
O caminho sinodal alemão, que promove com insistência esta tendência suicida, é um exemplo aterrador. Mas não havia ninguém em Praga que condenasse publicamente a apostasia alemã. Ao contrário, foi aprovada pelo gesto da presença de seus representantes. Além disso, o bispo Bätzing tornou-se a estrela da assembleia. Ele pregou publicamente, concelebrou publicamente e criticou abertamente os outros. A participação deste representante da corrente alemã, o bispo Bätzing, na assembleia de Praga foi a prova de que o modelo alemão do chamado caminho sinodal é idêntico ao modelo eclesiástico de alcance mundial promovido pelo papa apóstata Francisco.
O bispo Bätzing declarou em Praga que percebia tensões consideráveis na Igreja. O cardeal Müller, o ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, respondeu-lhe na mídia: “As razões para as tensões consideráveis são baseadas na contradição herética da doutrina católica da fé”.
O cardeal disse literalmente que a análise de Bätzing é chocante. Durante a assembleia de Praga, Bätzing expressou sua rejeição à revelação de Deus confiada à Igreja, dizendo: “Esta não é minha fé, não é minha imagem de Cristo e da Igreja”.
O cardeal Müller disse: “Toda a abordagem da eclesiologia católica alemã é errada e suicida... A seita sinodal alemã é diametralmente oposta à crença católica”.
O cardeal também disse sobre muitos bispos: “Eles não entenderam o mistério da redenção do pecado e falharam em sua vocação como sucessores dos apóstolos”. Ele descreve o caminho sinodal como “doutrinariamente incompetente e canonicamente ilegítimo”, explicando que “está em flagrante contradição com o ensinamento sobre a natureza e a missão universal da Igreja de Cristo”.
Bätzing e os outros participantes do Sabá das Bruxas de Praga trouxeram sobre si mesmos o anátema de Deus. Qual é a diferença entre anátema e excomunhão? Basicamente, esses termos coincidem, mas há certa diferença. Por exemplo, a Igreja fulminou a excomunhão contra Santa Joana d'Arc e a queimaram por heresia. Foi um crime judicial oficialmente sancionado pela organização eclesiástica externa. Porém, Santa Joana na verdade não pregava heresias, por isso não foi excluída do Corpo Místico de Cristo, ou seja, não caiu sob o anátema de Deus, embora tenha sido excomungada. Infelizmente, este não é um caso isolado na história da Igreja.
Os participantes do Sabá das Bruxas de Praga, embora tenham incorrido no anátema, continuarão a aparecer em público vestidos com todos os trajes clericais. Por quê? Porque o sistema eclesiástico imperante privilegia os hereges em vez de excomungá-los.
No entanto, pela presente, o Patriarcado católico bizantino torna público o anátema de Deus que tem um duplo efeito positivo:
1) Protege os fiéis da infecção espiritual das heresias.
2) Incita os prelados hereges ao verdadeiro arrependimento.
Vamos dar uma olhada na história:
Nos séculos VIII e IX, o cristianismo oriental sofreu a heresia iconoclasta. Naquela época, Paulo IV era o patriarca de Constantinopla. Ele sucumbiu à pressão das ameaças e não se opôs à heresia por causa de sua fraqueza. Mas o remorso não o deixou em paz. Percebendo que havia se tornado um traidor, renunciou ao cargo de patriarca e retirou-se para um mosteiro como penitente. Os padres, junto com a imperatriz Irene, imploraram para que ele não abandonasse seu rebanho.
Paulo respondeu-lhes: “Já estou velho e doente; a morte chegará em breve e terei que prestar contas perante o Justo Juiz inclusive pelas menores faltas. Tenho medo que Deus me castigue, porque me calei por medo e não lhes disse a verdade. A Igreja hoje sofre de heresia. Miserável de mim! Eu participei disso, pois três vezes eu aprovei o falso ensinamento com a mão e a língua. Por isso me arrependo com dor e prefiro ir para a sepultura a estar sob o anátema de Deus. E também lhes digo que vocês não têm esperança de salvação se permanecerem na heresia. Façam com que se convoque um concílio geral para condenar a heresia… A menos que um concílio geral seja convocado e a menos que vocês renunciem à heresia, vocês não podem ser salvos”.
Poucos dias depois, o patriarca faleceu e foi sucedido pelo patriarca Tarásio no ano de 784. O novo patriarca pôs a convocação do concílio como condição para aceitar o cargo. Ele disse: “Caso contrário, não aceito a ascensão ao trono patriarcal porque não quero perecer eternamente. Nenhum homem, nem mesmo um imperador, vai me salvar do julgamento de Deus e do castigo eterno.” Em 787, o sétimo concílio geral foi convocado e a heresia foi condenada.
As heresias contemporâneas estão destruindo a Igreja internamente. O proclamado caminho sinodal promove diretamente a legalização de toda imoralidade sob o termo LGBTQ. Esses são crimes muito mais sérios do que a heresia iconoclasta. O Sabá das Bruxas de Praga também visava a incorporar a legalização do LGBTQ. É por isso que todos os participantes, especialmente os presidentes das conferências episcopais, trouxeram sobre si mesmos o anátema de Deus. O Patriarcado católico bizantino apenas torna este fato público. Qualquer bispo que tenha assistido à assembleia não pode se livrar do anátema que pesa sobre ele até que se arrependa publicamente, verbalmente ou por escrito. Além disso, causou grande indignação e, portanto, deve condenar o herético caminho sinodal LGBTQ. É necessário que outros bispos, padres e fiéis exijam o arrependimento ou a renúncia dos prelados envolvidos.
Por autoridade do ministério apostólico e profético (cf. Ef 2, 20), o Patriarcado Católico Bizantino tornou público o anátema de Deus contra os prelados acima mencionados.

+ Elias
Patriarca do Patriarcado católico bizantino

+ Metodio OSBMr + Timoteo OSBMr
bispos secretários

1º de março de 2023

Loading 1 comment...